Jornalista, Camila K. Ferreira , transforma a cultura amapaense em produtos | O que fazer em Macapá?

Jornalista, Camila K. Ferreira , transforma a cultura amapaense em produtos

A jornalista e fotógrafa artística Camila K. Ferreira, transforma os símbolos da cultura amapaense em cadernos, camisetas, marcadores de páginas, e nos mais diversos produtos. A frente do Blog Espia! desde 2017, ela compartilhou conosco suas impressões sobre a cena da cultura alternativa macapaense. 

Camila K. Ferreira, jornalista, criadora do Blog Espia! 

ANM: Além do blog, você também produz artesanato e valoriza muito a cultura local por meio dos cadernos com estampas regionais, como tem sido a recepção do público pra esse tipo de produto?


Camila: A recepção foi muito boa. Acredito que valorizar nossa identidade cultural incentiva outros a fazerem o mesmo.

ANM: Como você avalia a gestão cultural no Amapá e como os agentes públicos e privados poderiam produzir ações mais consistentes?


Camila: A gestão cultural ainda precisa atingir outros circuitos, principalmente o underground, que precisa de apoio mas ainda é visto como se não tivesse tanta importância assim. As ações estão engatinhando, e acredito que se houver gente que faça valer de fato a gestão cultural, isso pode avançar e incluir aqueles artistas que ainda não tiveram oportunidade.

ANM: O que temos de melhor e de pior na cultura amapaense?

Camila: Não acredito no melhor e pior, tem espaço para todos e para todos os gostos, um público diferente. O importante é o povo daqui abraçar de fato o que é nosso e respeitar isso.

ANM: A gente tem ótimos pontos turísticos no Estado, qual deles é o teu preferido e qual você ainda não conhece?

Camila: Tenho um amor especial pela Fortaleza de São José, para mim é um lugar místico. Já fui no Curiaú mas não lembro e faz um bom tempo que não vou lá, então, posso dizer que não conheço bem.

ANM: Como jornalista, se pudesse entrevistar uma personalidade histórica da nossa cultura, quem seria e porque?

Camila: Sacaca! Porque a sabedoria dele ninguém aprende, é algo das divindades e ancestrais, gostaria muito de ter tido a oportunidade de ouvir as vivências dele.

/As mais lidas

[pro_ad_display_adzone id=458]
[pro_ad_display_adzone id=463]

FIQUE
 POR DENTRO

Assine e receba as novidades do Amapá por e-mail toda semana. 
Simples, rápido e gratuito.

/Gastronomia

Veja mais

/Cinema

Veja mais